Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




ESCLARECIMENTOS SOBRE O SURTO DE URTICÁRIA NA ESJRVC

por cunha ribeiro, Sexta-feira, 24.10.14

Escola José Régio atenta ao surto de urticária (vídeo)

 

A direção da Escola Secundária José Régio decidiu dar explicações públicas sobre o caso de urticária que afetou três dezenas de estudantes nos últimos dois dias. Vários alunos tiveram de receber assistência hospitalar na sequência de sintomas de comichão que começaram ontem e continuaram no dia de hoje. Julieta Lopes, subdiretora, diz que foram tomadas todas as medidas indicadas pela Delegação de Saúde e garante que os pais podem estar tranquilos que a direção da Secundária esteve, está e estará atenta à situação. Chegou a pensar-se que o estabelecimento de ensino tinha encerrado hoje, mas o fecho do portão principal foi uma recomendação da Delegação de Saúde, já que é o ponto onde existem mais árvores. A entrada passou a fazer-se por um acesso lateral, sendo certo que nesta tarde, como é hábito, praticamente só se realizaram reuniões de professores. A acompanhar a situação está Ana Oliveira, presidente da Associação de Pais e de Encarregados de Educação, que aguarda também que as causas da urticária sejam conhecidas para que o problema seja resolvido o quanto antes. A Associação de Pais diz-se também disponível para prestar todas as informações que dispõe aos encarregados de educação que a contactem, até para evitar algum alarmismo. É que, por exemplo, de manhã, vários familiares de alunos defenderam o fecho de portas da escola até que se resolvesse o problema e vários estudantes expressaram iguais preocupações. A escola vilacondense mantém o funcionamento com normalidade enquanto aguarda que a Delegação de Saúde esclareça a causa da urticária que afetou mais de três dezenas de alunos. A direção da secundária procura sossegar os pais, dizendo que está atenta ao problema e que, para já, está afastada a possibilidade do estabelecimento de ensino ter de encerrar.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cunha ribeiro às 15:52